Aviso aos meus leitores

...

Hoje decidi aguardar o resultado das eleições argentinas, porque o artigo que tenho em mente escrever muito depende delas. Após os eventos...
1 dia atrás
de: Jornal do Brasil

Continuar lendo...
Argentina, Brasil, Jair Bolsonaro, Neoliberalismo, Sergio Massa
Mais sobre isto
A derrota de uma cultura política e o avanço rumo ao desconhecido na Argentina; leia a análise
Resultado de longo processo eleitoral forçará a política tradicional, e especialmente o partido no poder, a envolver-se num processo de...
de: O Globo
Em compasso de espera
Vários amigos, inclusive o prezado embaixador Adhemar Bahadian, que sempre me faz companhia nas páginas do JBonline aos domingos, e me...
de: Jornal do Brasil
Roberto Brant: um país entre dois abismos
Para o ex-ministro e ex-deputado, 'tudo na vida tem limite e a Argentina, agora, chegou ao seu. As eleições são apenas uma escolha entre...
de: Correio Braziliense
Argentina. Imolação e perguntas. Artigo de Jorge Alemán
“É sabido que o neoliberalismo captura vidas para sacrificar no altar do mercado, mas, atualmente, não há um exemplo tão bem-sucedido como o...
de: Instituto Humanitas Unisinos
A Argentina agora é outro país
A análise do El País mostra que, agora, a Argentina é um país desesperado. É preciso estar desesperado para votar em um senhor que deu...
de: O Cafezinho
Eleições na Argentina: 'Entre dois abismos' - Política
"As eleições argentinas são agora apenas uma escolha entre dois abismos e seu desfecho será o início de um drama muito maior". Publicidade.
de: Estado de Minas
Argentina virou laboratório de programas sociais; resultado salta aos olhos
A expansão descontrolada de políticas assistencialistas nas últimas duas décadas envenenou a atividade produtiva, empobrecendo os argentinos...
de: Jovem Pan
Aviso aos meus leitores
Hoje decidi aguardar o resultado das eleições argentinas, porque o artigo que tenho em mente escrever muito depende delas. Após os eventos...
de: Jornal do Brasil
A fórmula infalível do fracasso e a demência da esquerda
Aconteceu de novo, e de forma mais dramática. Na supostamente mais educada e menos pobre Argentina, um homem que abertamente despreza...
de: Gazeta do Povo
Como Brasil de 2018, Argentina terá desafios de longo prazo
“Vejo uma ligação muito forte entre o que acontece na Argentina e o que aconteceu no Brasil em 2018, com [a vitória de] Jair Bolsonaro“,...
de: Poder360
Roberto Brant: um país entre dois abismos
Para o ex-ministro e ex-deputado, 'tudo na vida tem limite e a Argentina, agora, chegou ao seu. As eleições são apenas uma escolha entre...
de: Correio Braziliense
Eleições na Argentina: 'Entre dois abismos' - Política
"As eleições argentinas são agora apenas uma escolha entre dois abismos e seu desfecho será o início de um drama muito maior". Publicidade.
de: Estado de Minas
Em compasso de espera
Vários amigos, inclusive o prezado embaixador Adhemar Bahadian, que sempre me faz companhia nas páginas do JBonline aos domingos, e me...
de: Jornal do Brasil
Argentina virou laboratório de programas sociais; resultado salta aos olhos
A expansão descontrolada de políticas assistencialistas nas últimas duas décadas envenenou a atividade produtiva, empobrecendo os argentinos...
de: Jovem Pan
Argentina: fundamentalismo neoliberal, terrorismo político e repressão, por Afonso Junior
Há alguns anos, uma crítica forte do jornalista Luis Novaresio, do canal A24, ao governo de Macri (2015-2019) com a legenda na tela: “Em...
de: Jornal GGN
Informático brasileiro fez uma análise da realidade política argentina
A poucos dias da segunda volta das presidenciais argentinas, as sondagens continuam a destacar o ultraliberal de extrema direita,...
de: RTP
Argentinos, olhem o que aconteceu no Brasil. Por Luis Felipe Miguel
Um abraço apertado, Argentina. Hoje a Argentina encara uma das eleições mais dramáticas de sua história. Dois candidatos se enfrentam. O...
de: DCM
Argentina em transe
O tempo avançou, e Argentina chegou ao ano de 2023 sem resolver os impasses e as tragédias da crise de 2001. O país virou um grande...
de: Revista Bula
Tango, samba e extrema direita (por Felipe Sampaio)
Javier Milei jura de pés juntos que é devoto de Tatcher e Reagan, mas no seu altar de orações reza mesmo é para Bolsonaro e Trump.
de: Metrópoles